O bom relacionamento do Pet com o bebê

Relacionamento Pet Bebê

Relacionamento Pet Bebê Clínica Vet Porto Alegre 24 horas

A chegada do bebê, sem dúvida, muda toda a rotina da família e da casa. Tudo começa com os preparativos e se intensifica quando o novo morador chega. Essas mudanças podem afetar muito a vida e o comportamento dos animais da residência, confira e entenda algumas dessas mudanças.

– Potencial de Reter Recursos: É muito parecido com o ciúmes humano. Se o cão gosta de um determinado objeto ou pessoa, vai fazer de tudo para retê-lo;

– Agressividade: O cão não se torna agressivo porque há um novo integrante na família. Ele fica, na verdade, entediado (pela falta de atenção), ansioso e apreensivo (devido a todas as mudanças) e inseguro com o novo ambiente. Essas emoções fazem com que o animal tente se proteger e sejam confundidas com agressividade;

– Chamar Atenção: Ao perceber que a atenção (que antes era destinada a ele) está sendo transferida para o bebê, pode desencadear reações como: latir, uivar, pular, etc. Já que nessas situações alguém certamente irá interagir com ele para que ele pare;

– Período de Adaptação: Não adianta disfarçar. Os cães sabem que há algo novo no ambiente. O melhor que se tem a fazer é agir de forma natural e tentar acostumá-lo a novidade;

– Convivio: Não é porque o cão perderá o reinado que ele não terá um bom relacionamento com o bebê. Ambos podem se tornar excelentes amigos. Há muitos relatos de amizade entre cães e filhos do que o oposto;

– Primeiros Dias do Bebê em Casa: É preciso ter calma. Antes do contato direto é preciso ter certeza de que tanto o animal quanto o bebê estão confortáveis. Acostumar o cão com a presença dele é importante para que não lata ou haja de alguma forma que possa assustar ou até mesmo machucar o bebê. Preocupe-se em criar situações positivas para o cão, com a presença do novo membro da família;

– Criando Situações Positivas: Mostrar o carrinho do bebê, deixar o cão cheirar as roupinhas, permitir que ele tenha acesso aos brinquedos e outros objetos diminuem a curiosidade do animal;

– Dessensibilizando o Cão ao Toque: Quando a criança estiver em fase de engatinhar ou andar, ela tenderá a se apoiar no cão. Ou, mesmo brincando e sem intenção de machucar, ela poderá puxar os seus pelos. É necessário que ele já esteja acostumado a este tipo de toque. Um processo de adestramento é fundamental para o cão;

Conte sempre com a Clínica Veterinária Pet Home 24h!

Endereço: Rua José Antônio Aranha, 319, Três Figueiras, Porto Alegre.


#BebêÉTudoDeBom #BebêsEPets #VemPraPetHome 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *